Category Archives: Coaching

10 COISAS QUE PODEMOS APRENDER COM CRISTIANO RONALDO SOBRE EMPREENDEDORISMO

 

1. A FALTA DE CONDIÇÕES NÃO É DESCULPA

Para quem não sabe, Cristiano Ronaldo nunca teve muito dinheiro quando era mais jovem. Os seus pais eram bastante pobres e ele nem sempre tinha condições para jantar. Por isso, era muito mais magro do que os seus restantes colegas de equipe. Os treinadores do Nacional, o seu segundo clube da carreira, por vezes ofereciam-lhe sopa ou uma sandwich no final do treino pois sabiam que ele muitas vezes não tinha jantar em casa. Além disso, ele nunca teve grandes brinquedos como as crianças da sua idade: a sua melhor amiga era mesmo uma bola de futebol, que utiliza para jogar sozinho ou ficar dando chutes contra a parede. Mas nem essa falta de condições impedio, desde muito novo, de sonhar em ser algo mais na sua vida de jogador. Ele passava horas e horas jogando futebol sozinho.

Para quem pretende começar a trabalhar como freelancer, a falta de condições geralmente é apenas uma desculpa para ficar adiando aquilo que deve ser feito neste momento. Como expliquei aqui várias vezes, por vezes um computador e uma boa ligação à internet são suficientes para começar a montar o seu negócio. Claro que fica mais difícil porque você precisa de estudar mais, perder mais tempo ou poderá nem sequer ter um local para receber os seus clientes. Mas isso são tudo obstáculos que com muita força de vontade e imaginação, poderão ser ultrapassados. Actualmente, tudo depende mais de si do que do dinheiro que você tem para investir no seu negócio.

2. ARRISQUE

Com apenas 11 anos, Cristiano Ronaldo saiu do Nacional da Madeira para iniciar a sua carreira no Sporting. Essa opção fez com que ele ficasse longe da sua família durante grande parte do ano. Em entrevistas, Cristiano confessou que chorava “quase todos os dias” e que ligava sempre para a sua mãe no final do dia. No entanto, alguns anos depois, ele realçou que essa mudança muito precoce ensinou-o a crescer enquanto profissional, amadurecendo mais rápido do que os seus colegas de time. Ronaldo sabia que para evoluir tinha de sair daquele pequeno clube português e nem sequer pensou duas vezes.

Tal como fez Ronaldo, você como empreendedor não deve ter medo de dar uma passo mais à frente na sua carreira, mesmo que esse passo vá rumo ao desconhecido. Estude bem essa sua mudança primeiro, verifique se tem condições de arriscar e vá em frente. Em certas ocasiões, a sua evolução pode estar sendo travada pelo simples receio de arriscar.

3. EVOLUA SEMPRE

E por falar em evolução, Cristiano Ronaldo tem sido um exemplo de adaptação constante às novas exigências do futebol. Como sabem, nos seus primeiros anos de carreira o futebolista português era muito magro e bastante limitado no que toca a recursos técnicos. Para evoluir como jogador, Ronaldo começou a treinar sozinho, fazendo abdominais e flexões, de forma a conseguir ficar mais forte fisicamente. Além disso, durante todo o seu percurso enquanto jogador foi aperfeiçoando a sua forma de jogar. Deixou de jogar como ala passando a aparecer mais no local do centro avante, pois ele sabia que se quisesse ser um dos melhores do mundo, teria de fazer mais gols.

Esta mentalidade de que devemos estar sempre evoluindo também pode ser adaptada ao mundo dos negócios. O problema, é que muitos profissionais acabam pensando que o lugar onde estão já é suficiente. Mas aí entra em cena o provérbio chinês “Se não estás evoluindo, estarás regredindo”. Isso é um fato. A partir do momento que você deixa de ser melhor a nível profissional, tendencialmente os seus concorrentes ganham maiores chances de ultrapassá-lo.

4. TENHA OBJETIVOS BEM TRAÇADOS

Desde muito novo, Cristiano Ronaldo afirmava: “Vou ser o melhor jogador do mundo”. Esta mentalidade é transcendente a todos os esportistas bem sucedidos do planeta. Recordo-me também de Novak Djokovic que desde os oito anos de idade dizia que iria ser o melhor tenista do mundo. Esta mentalidade de saber, desde muito novos aquilo que eles queriam ser ajudou-os a ganharem forças e a acreditarem que, um dia, tudo aquilo seria possível de ser concretizado. Com apenas 15 anos, Ronaldo fez o seu primeiro treino com o plantel principal do Sporting e, como seria de esperar, o futebolista português deu o seu máximo, lutando sempre pela disputa da bola com os seus colegas de time. Essa atitude fez com que um dos jogadores mais velhos dissesse: “Vê lá se tens mais calma, oh criança!”. Refilão, Cristiano Ronaldo não demorou a responder: “Quero ver se vais dizer isso quando eu for o melhor jogador do mundo”.

Ter as nossas metas bem presentes no nosso dia-a-dia ajuda-nos a sermos melhores profissionais no futuro. Já expliquei aqui no blog como definir objetivos e desde o início recordei o leitor para que, de tempos a tempos, escolha onde pretende chegar e analise bem o que está fazendo para atingir esse objetivo. Andar sem rumo na sua vida profissional é um erro, que deve ser evitado a todo o custo.

5. PERCEBA QUE A PRESSÃO FAZ PARTE DA SUA VIDA

Quem acompanhou a Eurocopa, terá verificado que cada vez que Cristiano Ronaldo tocava na bola, ele era bastante assobiado. Já durante esta temporada no Real Madrid, os adeptos gritavam constantemente “Messi, Messi” com o objetivo de provocar o jogador português. Apesar de para muitos este género de atitude poder causar algum tipo de desconcentração, Cristiano Ronaldo referiu que este género de atitudes “fazem parte” da vida de qualquer jogador e que ele apenas tem aprender a lidar com isso.

Esta mentalidade também deve ser adaptada à sua realidade enquanto profissional. Ter clientes insatisfeitos, ouvir reclamações do seu trabalho ou ter prazos curtos para entregar fazem parte da sua vida e quanto mais cedo compreender isso melhor. Se vir isso como um ponto negativo, mais facilmente ficará desmotivado no seu trabalho. Habitue-se, desde o início, a sentir pressão no seu dia-a-dia.

cristiano ronaldo

6. TRABALHE MAIS DO QUE OS OUTROS

Cristiano Ronaldo é conhecido por ficar mais tempo do que os outros treinando. Mesmo o próprio Felipão, fez uma descrição dele bastante interessante: ”Cristiano é muito simples, muito tranquilo, sempre sorridente. Aquela pessoa que faz falta em uma equipe, que está sempre pronto pra ajudar. É simples, humilde e participativo sempre. No futebol, é o sujeito que está sempre inventando. Quanto mais treina, mais pede para treinar. Não está satisfeito nunca”. Esta vontade de ficar trabalhando depois da hora “normal” não é uma novidade na vida de Ronaldo. Desde muito novo, ele ficava mais tempo na academia trabalhando para ficar mais forte do que os seus adversários. Quando o treino terminava, ele também ficava batendo livres, de forma a aperfeiçoar os lances de bola parada.

Esta capacidade de trabalhar fora daquilo que é obrigatório foi o que tornou Cristiano Ronaldo num dos melhores jogadores do mundo. Apesar de ter algum talento, o jogador português sempre foi destaque pela sua força de vontade, ambição e por trabalhar mais do que os outros. E esse espírito você também deve ter enquanto freela. Trabalhe mais, dê mais de si, faça o que os seus concorrentes não estão fazendo. A longo prazo, essa atitude fará a diferença.

7. FOQUE-SE NAQUILO QUE PRETENDE SER

O foco de Cristiano na sua carreira de atleta é uma imagem de marca. Raramente vemos casos do jogador português em outros assuntos que não sejam o futebol. Mesmo durante a partida, ele passa os 90 minutos apenas pensando no que tem para fazer e poucas vezes o vemos facilitando em algum momento do jogo, independentemente do resultado. O foco é determinante para você conseguir ter mais sucesso enquanto empreendedor. Concentrar-se em ser realmente bom naquilo que está fazendo é determinante. Muitos freelancers, inúmeras vezes cometem o erro de “disparar para todos os lados”, fazendo de tudo um pouco, esperando conseguir um pouco de sucesso em cada coisa que fazem. Eu aconselho que tente concentrar-se primeiramente em ser bom em poucas coisas ao mesmo tempo de cada vez, adotando uma postura estilo Zen Habits nos seus negócios.

8. ENTENDA QUE MOMENTOS MENOS BONS ACONTECEM

Apesar de todo o sucesso conseguido, Cristiano Ronaldo já teve momentos menos positivos na sua carreira. Mesmo quando ainda era novo, o jogador português chegou a estar suspenso por por alguns jogos no Sporting por responder de forma arrogante ao treinador. Ainda no Real de Madrid, Ronaldo chegou mesmo a estar algumas semanas sem fazer grandes exibições, o que valeu-lhe muitas críticas por partes dos jornalistas e dos adeptos. Em todas estas situações, a resposta de Ronaldo foi sempre a mesma: “Vou continuar a trabalhar e sei que os bons momentos irão regressar”.

Esta atitude é de grande valor e ajuda a que seja mais fácil de conseguir ultrapassar períodos menos positivos. Entenda que eles fazem parte da sua vida de freelancer. Em alguns meses o número de clientes será menor ou os seus rendimentos não serão tão positivos. O melhor a fazer nestes momentos é manter a calma, continuar trabalhando e perceber que momentos como esses são normais. Se você estiver realizando um trabalho sério e com qualidade, os resultados acabam por surgir.

9. SEJA DISCIPLINADO

Alguém que atinja o patamar que atingiu Cristiano Ronaldo, precisa de ser extremamente disciplinado. Longe vai o tempo em que um jogador apenas precisava de ter talento e os resultados apareciam por acréscimo. Hoje em dia, é necessário muito espírito de sacrifício e força de vontade. Há alguns anos, o Jornal AS contou que Cristiano faz 3 mil abdominais por dia, de forma a ganhar mais força para os seus remates. Ainda o ano passado, os atletas do Real Madrid ficaram espantados por entrar no quarto do jogador português, em dia de jogo e por verem-no a fazer abdominais e vendo televisão ao mesmo tempo. Além de se tornar um melhor jogador, esta atitude tem valido a Ronaldo muitos milhões em campanhas publicitárias.

Apesar de Cristiano fazê-lo, ninguém o obriga a manter-se tão disciplinado. Enquanto atleta, ele apenas teria obrigação de ir aos treinos, comparecer nos jogos e fazer boas exibições nos jogos pelo Real Madrid. Mas este jogador quer mais e sabe que isso poderá fazer a diferença. Para quem trabalha em casa, também ninguém o obriga a levantar-se cedo ou a ser mais exigente. Mas se você pretende ser um melhor profissional, é importante ser constante e fazer mais do que os outros.

10. NINGUÉM CHEGA AO TOPO POR ACASO

Como puderam ver neste artigo, Cristiano Ronaldo trabalhou sempre desde muito cedo para chegar ao topo do futebol. Contudo, não podemos esquecer que este percurso demorou vários anos. Desde a sua saída para o Sporting, com apenas 11 anos, até aos dias de hoje, com 27 anos, foram 16 anos de muito trabalho e dedicação diária. Por nenhum momento, Ronaldo pôde relaxar: ele sabia que todos os dias eram importantes para atingir o seu objetivo, que era chegar ao título de número um. Chegar ao topo nunca é algo que acontece por acaso, mas sim a recompensa de um trabalho constante e de uma vontade de vencer inabalável.

Se você pretende atingir o topo da sua carreira de empreendedor, necessita de olhar para todos estes pontos e perceber que as dificuldades fazem parte do seu percurso, mas cabe a si ultrapassá-las. Se você não tiver vontade de vencer, for disciplinado e quiser sempre mais, dificilmente irá chegar ao topo em alguma coisa.

Abraço e até já!

O que é o R.O.I?

Do I Really Need to Measure ROI?

Let’s start by addressing the elephant in the room. Is ROI the right measure of success for social media?

There are many who would argue that a financial return doesn’t show the true value of social media for the organization. I would agree that ROI doesn’t paint the full picture.

However, the bottom line is that executives and business owners sleep, eat, and breathe ROI. It has been the measure of success since the beginning of their careers and while we can jump up and down and tell them it isn’t a complete picture, they aren’t going to believe it until they see it.

Therefore, it’s time to get serious about ROI, but that doesn’t mean that you should sacrifice other types of metrics that help to round out the story. You need both and this is why.

get serious
Get serious and measure social media results. Image source: iStockPhoto.

#1: ROI is a Necessary Evil

Regardless of whether ROI paints the pretty picture that we want for social media’s value to the organization, it is the universal measure of success for business.

We’ve seen new metrics like Return on Influence and Return on Engagement being talked about. Some marketers like these metrics because they feel they do a better job of telling the story of social media’s value.

I understand the need to have a holistic view on where social delivers; however, we can’t redefine ROI because it doesn’t suit our needs or it doesn’t paint the picture we want. If you don’t start to measure the real return on your efforts, someone is going to do it for you.

And if they do the measurement, you won’t have the opportunity to clarify what ROI isn’t showing and present metrics that help to round out the perspective. You’ll look like the person who was trying to hide a negative ROI to save your project. And yes, when you measure it the first time it will likely be negative.

So it’s time to embrace that ROI is a part of the story and it is our job to make sure we balance ROI with other metrics that show where social delivers incremental value.

clear roi
Clear ROI is part of a successful social media strategy. Image source: iStockPhoto.

#2: Your Boss Will Demand ROI

There is no denying that management teams and business owners are questioning whether your efforts are delivering results. The 2011 Jive Social Business Index Survey revealed that only 27% of executives with budget control for social media felt that social media is a top strategic priority. 47% of the respondents said a social plan was necessary but not a strategic priority.

This shows you that the jury is still out on whether social media is a mission-critical piece of the marketing mix, at least for those who control the purse strings.

The majority understands that social media is important at some level for the business, but it’s clear there’s still skepticism. I think we can all admit that if the people who control our budget still aren’t sold on whether social media can drive business results, they will continue to invest cautiously.

This means it’s important to be able to show quantifiable results from your efforts. If you aren’t able to demonstrate the strategy is delivering a financial return, you may find that optimism quickly turns to pessimism as other activities are shown to produce results, and your budget could just as quickly disappear.

results
Show quantifiable results. Image source: iStockPhoto.

#3: Social Media is Resource-Intensive

I think we can all agree that the days of saying that social media is FREE are over. We realize that a successful social media strategy takes a lot of time, and for many of us it’s time we simply don’t have.

The Social Media Marketing Industry Report revealed “a significant 59% of marketers are using social media for 6 hours or more and 33% for 11 or more hours weekly.” That’s a lot of time, considering that social media isn’t our only job. For many of us, social media is something that has been added to our already full plate.

This has led more people to start outsourcing aspects like content development because they simply can’t produce enough content to generate results in the time they have.

One of the first questions I get from executives is whether they should include the cost of employee time and/or salaries in their social media ROI calculations. They want to understand whether the time employees are spending is worth the expense.

It isn’t because they are trying to launch a war against social media. It is simply a matter of prioritizing resources to the highest-performing initiatives. And if social media can’t be quantified to show a return to the organization, it gets harder to justify the time and budget that is being dedicated to it.

budget
Include the cost of employee time. Image source: iStockPhoto.

#4: You Can’t Expand Without ROI

There are a lot of companies out there that have seen tremendous success in developing large followings and now they’re asking, “Now what?”

The smart marketers didn’t jump into every social media network right away; rather they tested and became awesome in a couple that matters to their business. But now they feel they have demonstrated that social media can work and want to expand into other social networks.

In other situations, marketers realize they need to produce more content because they see the most positive results around the release of new content, but they can’t handle any more internally.

Whatever your scenario is, you won’t be able to secure additional budget dollars to fund your expansion plans if you haven’t demonstrated that the budget that has already been invested delivered a positive return to the organization.

Return isn’t measured in fans and followers; it is measured in dollars and cents. If you want to expand, you need to get serious about measuring social media’s bottom line.

what you need to know
Understand your social media ROI to expand and extend your reach. Image source: iStockPhoto.

#5: Optimization is Critical to Success

While all the other reasons relate to why social media ROI is important for the needs of other people, this one is for you. You are spending time, energy and budget on making social media a success. If you really want it to be successful, it’s critical that you understand what’s actually working and what isn’t.

We all want to prioritize our efforts to the things that produce the highest result, but if you aren’t measuring what’s delivering, you have no idea what you should be doing more of. Further, you won’t be able to test how little tweaks impact important things like conversion rates.

If you truly want to show that social media is a mission-critical element to business, then you need to measure ROI so you can tell exactly what’s working or showing promise and then optimize it.

Optimize until you can’t optimize any more. Imagine if you knew which status update delivered the most conversions for the day. Or which path from social media to the website converted the most leads. Information like that would really help you show a positive ROI in no time.

data
Get the data you need to improve your results. Image source: iStockPhoto.

What do you think? Why is social media ROI important to you? Why is it important to your boss? Are you measuring today? If so, what type of results are you seeing? Please add a comment in the box below and join the discussion

Fonte: Socialmediaexaminer