Category Archives: IE

Como manter a Motivação no Trabalho

Anúncios

Quem mexeu no meu Queijo?

Versão brasileira!

Portfolio IE | Hugo Farinha

INTELIGÊNCIA EMOCIONAL

REUNIÃO ENTRE DIRECÇÃO E TRABALHADOR (role play)

(colocando em prática alguns pressupostos de inteligência emocional e comunicação)

DIRECTOR: Olá Paulo, podes sentar. Queres beber café?

PAULO: Ok, pode ser.

DIRECTOR (ao telefone): Cristina, faça o favor de trazer dois cafezinhos.

DIRECTOR: Como foi o fim-semana? Foste passear com a família? Viste o jogo do Benfica? A jogar assim vamos ser campeões. É pena é o Cardozo falhar tantos golos.

PAULO: O fim-de-semana foi óptimo, fui ao Nordeste no Sábado fazer um passeio pedestre com a família, e no Domingo fiz um churrasco para os amigos e tivemos a ver o Glorioso a jogar, não deu hipótese nenhuma ao adversário.

DIRECTOR: É verdade, o Benfica jogou bem mas aquele Jorge Jesus às vezes é um bocado palerma ao colocar a jogar aquele lateral esquerdo… como se chama… o brasileiro… o…

PAULO: o Emerson…

DIRECTOR: Exactamente, esse jogador não está a altura dos pergaminhos do Benfica, deviam arranjar outro para aquela posição.

PAULO: Tens razão, espero que na próxima época o Jorge Jesus não seja tão teimoso ao colocar sempre o Emerson a jogar.

DIRECTOR: Pois é.. Vamos ver. O Benfica merece jogadores com mais qualidade pois é o Clube com mais sócios activos do Mundo.

Bem, chamei-te aqui ao meu gabinete pois gostava de falar contigo sobre a tua prestação na nossa empresa. Tu és de facto um excelente trabalhador e uma mais valia para a nossa empresa. Desde 2005 que trabalhas connosco sendo um trabalhador pontual e assíduo, demonstras grande sentido de responsabilidade nas tarefas que desempenhas, trabalhas muito bem em equipa e dás um contributo de melhoria contínua no teu processo de trabalho.

Gostaria de dizer-te que neste momento a nossa empresa está a passar momentos muito difíceis devido à conjuntura económica que estamos a passar a nível interno e externo. Continuamos a produzir e a ter encomendas a médio prazo, no entanto, a longo prazo o ritmo de encomendas abrandou substancialmente em paralelo com a extrema dificuldade dos nossos clientes em efectuarem os pagamentos das facturas dentro do prazo previsto. Só para teres uma ideia, temos neste momento cerca de 1 Milhão de Euros para receber dos nossos clientes e não sabemos quando vamos receber pois alguns estão a passar também enormes dificuldades financeiras.

A Administração e a Direcção da empresa tem vindo a fazer um enorme esforço para manter os ordenados em dia de todos os trabalhadores assim como os pagamentos da Segurança Social, IVA e IRC. Neste momento muito difícil que estamos a passar vamos precisar da ajuda dos nossos trabalhadores para ultrapassar esta situação, pois no próximo Trimestre a empresa não vai conseguir cumprir com as suas obrigações se não fizer um plano de acção urgente a este nível.

Assim sendo, a Administração e a Direcção decidiram efectuar alguns ajustamentos nos ordenados dos trabalhadores que vão entrar em vigor no próximo mês e que permitirá à empresa não despedir ninguém e cumprir com todas as suas obrigações se este plano tiver sucesso. É muito importante para nós manter todos os postos de trabalho. No teu caso concreto que estás num patamar de vencimento superior a 1500€ decidimos reduzir em 150€ o teu rendimento mensal, assim como metade do subsídio de Férias e metade do Subsidio de Natal.

Esta medida é temporária até finais de 2014. A empresa tem de equilibrar as suas contas e para isso contamos com a ajuda de todos. Quando a empresa equilibrar as suas contas serão retomados os vencimentos normais. Gostaríamos imenso de poder continuar a contar com o teu contributo.

Sabes, o teu contributo é importante para o sucesso da empresa dado que és um colaborador que está sempre atento à inovação dos produtos concorrentes, dás a tua opinião no sentido de melhorar o nosso produto. Isso para nós é bastante importante pois permite desenvolver o nosso produto ao longo do tempo, fidelizando os nossos clientes e angariando novos. A nossa empresa estaria ainda melhor se tivesse muitos PAULOS a trabalhar nela.

PAULO: De facto, não estava à espera desta noticia logo numa segunda-feira de manhã, fui surpreendido e neste momento preciso de 1 dia para pensar sobre o assunto e amanhã de manhã estarei em condições para dar uma resposta. Espero que compreendam a minha posição assim como estou a compreender a decisão da empresa.

DIRECTOR: Muito bem Paulo, amanhã voltaremos a falar sobre este assunto. Obrigado.

(no dia seguinte de manhã)

DIRECTOR: Então Paulo, já tem uma resposta sobre o assunto que falámos ontem?

PAULO: Tive a pensar sobre a proposta que apresentaram ontem para redução do meu ordenado e respectivos subsídios. Compreendo a situação difícil da empresa e espero poder fazer parte da solução para ajudar a empresa a ultrapassar este momento menos bom. Vou continuar a dar o meu máximo contributo a nível individual e em equipa para alcançar os objectivos propostos, para que a empresa tenha sucesso.

EXPLICAÇÃO À LUZ DA COMUNICAÇÃO E CONCEITO DE INTELIGÊNCIA EMOCIONAL

Este role play foi construído tendo em conta alguns pressupostos de técnicas de comunicação e inteligência emocional quer do Director quer do colaborador.

O Director começa a conversa criando empatia com o colaborador e deixando-o mais à vontade.

Depois da empatia inicial e mais à vontade, o Director aplica a técnica da Sandwich, elogio, critica/má noticia (neste caso) e elogio novamente.

O director quando afirma que não pretende despedir ninguém e prefere reduzir o vencimento a quase todos os trabalhadores demonstra sensibilidade social, ou seja, está preocupado com os seus trabalhadores, colocando-se no lugar deles.

O colaborador foi apanhado desprevenido mas teve auto-controlo emocional, ou seja, conseguiu lidar com os seus próprios sentimentos, adequando-os à situação vivida comunicando que precisava de um dia para pensar. Não ficou descontrolado emocionalmente com a notícia da redução do rendimento mensal e dos respectivos subsídios de férias e natal.

Para além disso no dia seguinte comunicou ao Director que estava “disposto a ajudar a empresa e vou continuar a dar o meu máximo contributo para alcançar os objectivos propostos, para que a empresa tenha sucesso.”

Demonstrou através desta comunicação Auto-motivação, dirigindo as emoções a serviço de um objectivo ou realização pessoal.

Como Daniel Goleman refere: “a maioria das situações de trabalho é envolvida por relacionamentos entre as pessoas e, desse modo, pessoas com qualidades de relacionamento humano, como afabilidade, compreensão e gentileza têm mais chances de obter o sucesso.”

A probabilidade deste colaborador ter sucesso nesta empresa é alta pois demonstra alguma inteligência emocional perante uma situação bastante complicada.

Bibliografia:GOLEMAN, Daniel. Inteligência Emocional.

Michael Benner @TED por Bruno Cruz

Why Emotional Quotient (EQ) is More Important Than IQ

IE por Bruno Cruz

Inteligência Emocional

A Inteligência Emocional é um termo utilizado em Psicologia para designar a inteligência que envolve habilidades para manipular as emoções, tornando-as coadjuvantes no processo de crescimento interno. Com a aplicação da Inteligência Emocional, as emoções dispersas, descontroladas e geralmente maléficas, podem ser analisadas, controladas e direcionadas para o desenvolvimento de pessoas e grupos.

A Inteligência Emocional foi popularizada a partir de 1995, pelo psicólogo, jornalista e escritor Daniel Goleman, com o fascinante livro que traz o termo como título. Através de uma análise coerente e inteligente, Goleman nos mostra que o QI elevado de uma pessoa não é garantia de sucesso e felicidade, contrariando o saber científico difundido até então. Utilizando-se de métodos de pesquisa inovadores que avaliam estados mentais, ondas cerebrais e comportamentos, ele demonstra que pessoas de QI elevados podem fracassar, enquanto pessoas que apresentam quociente mais moderado nos testes obtiveram êxito em seus projetos e metas pessoais e profissionais.

Daniel Goleman derruba categoricamente o mito de que a inteligência é determinada pela carga genética. Para ele a Inteligência é emocionalmente construída através da forma como vivenciamos nossas emoções. Assim, o êxito pode ser produzido por qualquer indivíduo, que tenha capacidade suficiente para controlar seus impulsos, agindo com coerência e uma inteligência emocionalmente construída.

Um homem com grau desenvolvido de inteligência emocional caracteriza-se pela habilidade e pela capacidade para perceber e controlar as emoções de si mesmo e das outras pessoas. Tal pessoa tem ampliada a sua capacidade de dominar as emoções com inteligência passando a utilizar o fluxo de suas emoções de forma inteligente e construtiva, melhorando seus relacionamentos conjugais, afetivos, sociais e profissionais.

O processo de aquisição e domínio da emoção através da inteligência está no princípio do “conheça-te a ti mesmo”. Ter autoconsciência significa reconhecer e compreender nossos próprios pensamentos, sentimentos e ações, estabelecendo uma relação produtiva entre esses elos para que se produzam reações favoráveis. Assim, adquirimos o poder de dominar as nossas emoções. Com o tempo o autodomínio é naturalmente estendido ao nosso círculo de relacionamentos, levando-nos a uma melhor compreensão do que se passa na cabeça daqueles que convivem conosco, trazendo a perspectiva de uma melhoria significativa em nossas perspectivas de vida.

Reserve um tempo no final do seu dia para fazer uma autoanálise. Procure perceber o modo como faz as suas ponderações, suas avaliações e seu julgamento acerca de fatos, circunstâncias e eventos ocorridos e repare bem na forma como reagiu. Para ampliar a autoconsciência é primordial desenvolver a autocrítica. Seja crítico para consigo mesmo, prestando atenção nos seus sentimentos. Repare bem na sua atuação com os outros no decorrer do dia e analise os bons e os maus sentimentos experimentados nessa relação.

Além desse exercício diário de autoconhecimento, peça para alguém confiável para que teça uma análise de sua personalidade e lhe apresente uma análise franca sobre a mesma. Os outros nos enxergam por um prisma diferenciado e, muitas vezes, podem revelar algo que desconhecemos sobre nós. Portanto, é imprescindível estarmos atentos ao que representamos para o mundo. Para ampliar a consciência é necessário, além de ser um crítico positivo de si mesmo, ter a nobreza de aceitar as críticas construtivas dos outros.

Como controlar as emoções?

As nossas emoções, quando descontroladas e absortas, dissipam grande quantidade de energia. É necessário dominar e redirecionar essa energia emocional para alcançar os resultados positivos que almejamos. Controle sua excitação, seus medos, seus ódios e seu desânimo porque, tais sentimentos, dissipam grande quantidade de energia, acabando por minar todas as suas forças.
É necessário controlar o emocional, habituando-se a focar os pensamentos e sentimentos em expectativas positivas. Faça do bom humor e do entusiasmo grandes aliados em seu dia-a-dia. Aprenda que novos hábitos são criados a partir de novos pensamentos mantidos com sentimento. Pode até parecer difícil no início, mas, na medida em que seus novos pensamentos são mantidos e embasados em uma nova perspectiva mais positiva, gradativamente vão se tornando parte de sua personalidade. Alimente seus pensamentos diários através da emoção e você estará seguramente construindo novos hábitos.

A nossa vida é construída e mantida por uma teia de relações em todos os seus aspectos. E, nossas emoções são as bases que estabelecem a nossa forma de se relacionar com o mundo, determinando sucesso ou insucesso nas mais diversas áreas. Portanto, o domínio das emoções consiste num grande e potente diferencial capaz de nos transportar, daquilo que somos, para tudo aquilo que almejamos ser ou ter. Somos seres complexos diante de um universo dinâmico, mas ao mesmo tempo simples em seu “modus operandi”. Seguindo a regra básica do “conheça-te a ti mesmo” e aplicando-a sob a forma de um autocontrole eficaz poderemos usufruir, positivamente, das poderosas energias da emoção.
Concluindo.
Em conlusão a Inteligência Emocional configura um conjunto de competências e habilidades, emocional e inteligentemente construídas para se atingir a excelência nas mais diversas áreas de atuação, tais como: na família, no trabalho. Ter inteligência emocional significa não somente possuir os conhecimentos técnicos ou saberes intelectuais. É muito mais que isso. É ter o controle de nossas emoções e aplicar a nossa inteligência para obter êxito nos relacionamentos afetivos, sociais e profissionais. É ter amor próprio e autoestima elevada. É desenvolver a capacidade de gostar do que fazemos. É acreditar em nosso potencial. Ser capaz de gerenciar as emoções, produzindo um equilíbrio interno que se reflete numa eficaz capacidade de lidar com situações adversas e solucionar problemas.

A inteligência emocional bem treinada e elaborada é a base propícia para a conquista da excelência, aprimorada a partir de uma associação favorável entre a razão e a emoção.

(Casa do Aprendiz – Inteligência emocional)